9 de janeiro de 2011

O casamento



Te prometo ser fiel ... Até que a morte nos separe!

- Hãããã? Como assim?
Foi o que pensou após repetir e completar a frase,
quase que automaticamente!

Eram 7 horas da noite, ela estava deslumbrante... Todos a admiravam!
Era mês de setembro, um mês tão esperado pelas noivas e ali ela estava
realizando o sonho de se casar, um sonho no fundo nem tão esperado!
Sempre sonhou em encontrar o homem perfeito para fazer parte da sua vida
o resto dos seus dias e ali ele estava a sua frente esperando a mulher
da sua vida completar aquela frase!

Ele era tudo que ela sempre sonhou, só se esqueceu de sonhar
em querer alguém tão perfeito naquele momento da sua vida!
Era jovem, não passava dos 26, mas sabia que tinha toda uma vida
para aproveitar se ainda fosse solteira, se não terminasse
aquela frase que agora a amedontrava...
E quem sabe talvez teria tempo para reencontrar o seu único,
verdadeiro e primeiro amor, aquela lá da adolescência
que era impossível de esquecer...

-Onde estaria ele agora?!
-Será que estaria casado?!
-Será que ainda se lembrava de mim?!

Pensamentos que persistiam sem sumir!

No fundo seu medo era de não cumprir o que a frase a fazia prometer : Ser fiel !
Em seus pensamentos sempre aparecia a possibilidade de um reencontro,
e se nesse reencontro ela não pudesse realizar o que esperava,
que era ficar junto da pessoa que ela pensava ser ideal pra si?!
Até porque ela não abriria mão de um casamento por um relacionamento
que não teria futuro, mas que teria seus momentos de felicidade!
Pensamentos assim não saiam de sua cabeça!

Aceitar casar-se com o homem perfeito...
Ou voltar a ser solteira e esperar o dia em que encontraria
quem pensava ser ideal, enquanto curtia sua solterice?

Nesse momento apenas pensar não adiantava mais,
e ela resolveu terminar a frase:
... Até que a morte nos separe!

Foi um casamento lindo, o noivo suspirou pelo término
da frase e saiu tudo como esperavam...
Naquela noite seus pensamentos sumiram, mas conforme foram
passando os anos eles insistiam em voltar a aparecer de repente!
Enquanto não reencontrava aquele adolescente dos seus sonhos
era feliz com o homem perfeito, mas sempre pensava em como seria
se tivesse desistido, se não tivesse terminado aquela frase e tivesse
esperado pra viver com o príncipe dos seus sonhos...
Porém agora não pensava mais como antes...
Se tivesse a oportunidade de não cumprir a ‘bendita’ frase não cumpriria, apenas viveria momentos felizes ao lado daquele que no fundo pra ela era o perfeito!
O pior é que não existia essa possibilidade, não existia essa oportunidade...

Por enquanto!





                                                                                Taissa Araujo

Um comentário:

Andréia disse...

adorei o blog :-), ja to seguindo
dá uma olhadinha no meu?

http://eu-moda.blogspot.com

;)